Fim de semana com PÉSSIMA NOTÍCIA para quem recebe o Auxílio Brasil

No próximo ano, de acordo com a promessa do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o Auxílio Brasil voltará a ser Bolsa Família. No entanto, ainda há dúvidas quanto ao programa social neste ano. Muitos beneficiários querem saber se o governo Bolsonaro irá pagar o 13º salário.

Em 2019, o então presidente da República, cumpriu sua promessa de campanha e concedeu o salário extra as famílias beneficiárias do programa social. Todavia, o mesmo não ocorreu nos anos seguintes, em 2020 e 2021. De igual forma, neste ano de 2022 não há qualquer previsão de pagamento de parcela adicional.

De acordo com o Ministério da Cidadania, “não está previsto o pagamento de 13º salário para os beneficiários do Auxílio Brasil”. Além disso, vale ressaltar que neste mês o governo decidiu não antecipar o calendário do programa, como aconteceu em agosto e outubro.

13º salário do Auxílio Brasil será pago em 2023?

Como mencionado, durante a sua campanha eleitoral, Jair Bolsonaro prometeu uma série de medidas, inclusive relacionadas ao Auxílio Brasil. Dentre elas está o pagamento de um 13º salário para as mães solteiras beneficiárias do programa social a partir de 2023.

No entanto, como não foi reeleito, o futuro do salário extra do Auxilio Brasil é incerto. Até o momento, Luiz Inácio Lula da Silva (presidente eleito), não se manifestou quanto ao pagamento do 13º salário para quem recebe o Auxílio Brasil.

No projeto de governo de Lula, bem como em entrevistas, o candidato não chegou a prometer que pagaria um 13º salário para os usuários do Auxílio Brasil. Assim, é possível afirmar que o adicional não estará no foco principal do poder executivo no próximo ano. Ao menos esta é a indicação oficial até aqui.

Bônus em 2023

Embora o presidente eleito não tenha feito nenhuma promessa no sentido de pagar um 13º para o Auxílio Brasil, o fato é que nada impede que o Congresso ou mesmo o chefe do executivo comecem a discutir o tema no próximo ano.

Além disso, Lula vem dizendo que poderá trabalhar no pagamento de um adicional todos os meses, e não apenas no final do ano. A ideia é pagar R$ 150 por mês por cada filho menor de seis anos.

O benefício social seria acumulativo. Isto significa que uma família com dois filhos menores de seis anos, por exemplo, poderia receber R$ 300 por mês, além dos R$ 600 regulares do Auxílio Brasil.

Quem pode receber o benefício

O pagamento do benefício é concedido a famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). Além disso, outras regras devem ser seguidas. Veja quem recebe o benefício:

  • Famílias em situação de extrema pobreza – renda familiar mensal por pessoa de até R$ 105,00; ou
  • Famílias em situação de pobreza (desde que tenham, entre os seus membros, gestantes ou pessoas menores de 21 anos) – renda familiar mensal por pessoa entre R$ 105,01 e R$ 210,00; ou
  • Famílias que tenham membros que residam na mesma casa e sejam inscritos no Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas).

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

To top
error: Conteúdo protegido! !!